Português   English   Español
Português   English   Español

Maduro incorpora milicianos às Forças Armadas da Venezuela

Maduro incorpora milicianos às Forças Armadas da Venezuela
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Enquanto sinais de rebelião começam a aparecer entre militares, Maduro segue tentando manter as Forças Armadas da Venezuela sob seu controle.

O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou no sábado (2) um aumento do número de soldados no contingente das Forças Armadas.

Segundo ele, o objetivo da medida é enfrentar o que denunciou como um “plano macabro” do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para intervir no país e derrubá-lo.

Durante uma enorme concentração no centro de Caracas, Maduro anunciou a incorporação à Força Armada de milhares de milicianos, um corpo civil que – segundo o regime – é integrado por 1,6 milhão de pessoas e recebe formação militar.

Segundo a revista ISTOÉ, o ditador socialista pediu que todos os membros desse contingente “que estejam à disposição, sobretudo jovens, vão aos centros de conscrição (quartéis) para que se incorporem de milicianos a soldados ativos do Exército venezuelano”.

“Vamos milicianos, inscrevam-se!”, exclamou Maduro, diante de centenas deles.

Maduro disse que também ordenou que entre 20.000 e 30.000 contingentes disponíveis na Guarda Nacional Bolivariana sejam preenchidos por milicianos.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!