Maduro insiste que EUA quer conflito armado entre Venezuela e Colômbia

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O ditador venezuelano Nicolás Maduro denunciou nesta quinta-feira (12) supostos planos dos Estados Unidos para desencadear um conflito armado entre seu país e a vizinha Colômbia.

Nicolás Maduro pediu aos militares da Venezuela para manter o “alerta máximo”. Em uma cerimônia militar, ele declarou:

O imperialismo norte-americano está preparando provocações na fronteira e além para levar a Colômbia e a Venezuela a um estado de confrontação armada.

O ditador afirma que como parte desse complô “estão infiltrando grupos paramilitares” na fronteira binacional “para causar dano à população venezuelana (…) e tentar escalar um conjunto de provocações”. Ele não especificou quem está por trás dessa decisão.

Maduro afirmou:

Eu disse em várias oportunidades e reitero: a Força Armada Nacional Bolivariana precisa estar atenta, em alerta máximo com os falsos positivos (montagens) da oligarquia criminosa e invejosa que cumpre, de Bogotá, as ordens de Washington.

O membro do Foro de São Paulo tem denunciado há meses uma suposta conspiração entre Estados Unidos e Colômbia para propiciar um conflito bélico que justifique uma invasão e o tire do poder.

No entanto, ele até agora não apresentou qualquer prova sobre o suposto complô.

 

Com informações do BOL

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.