Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Maduro manda refugiados parar de lavar privadas e voltar ao país

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Ao menos 2,3 milhões de venezuelanos – de uma população de 30,6 milhões – vivem no exterior. Deste total, 1,6 milhão emigraram a partir de 2015, segundo as Nações Unidas.

O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu nesta terça-feira (29) aos refugiados venezuelanos que abandonaram o país em meio à severa crise econômica que “parem de lavar privada” no exterior e retornem.

Em discurso transmitido em rede nacional de rádio e TV, o ditador declarou:

Digo a vocês venezuelanos (…) que querem regressar da escravidão econômica: deixem de lavar privadas no exterior e voltem para sua pátria.

Maduro denunciou que os venezuelanos que fugiram para o Peru seguindo “cantos de sereia” apenas encontraram “racismo, desprezo, perseguição econômica e escravidão”.

E acrescentou:

Não é possível que alguns venezuelanos que foram lavar privada no exterior tenham ido como escravos econômicos porque escutaram que era preciso abandonar seu país.

A ditadura socialista atribui o êxodo a uma “campanha da direita” e diz estar seguro de que os emigrantes voltarão após os resultados de medidas econômicas que entraram em vigor há uma semana.

Adaptado da fonte AFP

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias