Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Maduro não foi convidado para posse de Bolsonaro

Maduro não foi convidado para posse de Bolsonaro
COMPARTILHE

Ernesto Araújo afirmou no Twitter que ‘não há lugar’ para o ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, em “triunfo da vontade popular brasileira”.

A posse do presidente eleito Jair Bolsonaro está marcada para o dia 1º de janeiro e contará com a presença de vários líderes mundiais.

“Em respeito ao povo venezuelano, não convidamos Nicolás Maduro para a posse do PR Bolsonaro. Não há lugar para Maduro numa celebração da democracia e do triunfo da vontade popular brasileira”, disse o chanceler Ernesto Araújo.

Em meio à campanha eleitoral, Bolsonaro repetiu várias vezes que, se eleito, não deixaria que o Brasil se tornasse uma Venezuela.

Aliados do futuro presidente acusam as gestões do Partido dos Trabalhadores (PT) de se associarem à ditadura venezuelana, que vive uma grave crise econômica, com desabastecimento e colapso de serviços. Para fugir da fome, milhares de venezuelanos têm imigrado para outros países, entre os quais o Brasil.

Dias atrás, em um discurso inflamado, o líder chavista acusou o futuro governo do Brasil de tramar com os Estados Unidos e Colômbia um plano para assassiná-lo, conforme noticiou a Renova

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários