Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Maduro pede união da esquerda após eleição de Bolsonaro

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Maduro pede união da esquerda após eleição de Bolsonaro
COMPARTILHE

O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, defendeu nesta quarta-feira (31) a união da esquerda na América Latina, após a eleição de Jair Bolsonaro no Brasil e o avanço da direita em outros países da região.

“Derrubaram Dilma Rousseff. Impuseram lá uma ditadura e sequestraram este grande líder Luiz Inácio Lula da Silva”, disse Maduro sobre a prisão do ex-presidente, condenado por corrupção e lavagem de dinheiro.

“Se Lula tivesse sido candidato, tenham a certeza de que ganharia”, declarou Nicolás Maduro sobre a eleição de domingo passado no Brasil.

Maduro, que visitou Cuba na terça-feira (30), citou os presidentes de Argentina, Mauricio Macri, e Colômbia, Iván Duque, para exemplificar o avanço da direita na região.

“Tem futuro o povo sul-americano com um Macri, com um Duque à frente?! (…) Estamos em uma imensa confrontação geopolítica de modelos, projetos e ideias”, declarou Maduro em um ato no qual esteve presente o embaixador cubano na Venezuela, Rogelio Polanco.

 

Adaptado da fonte AFP
- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram