Português   English   Español

Maduro chama presidente da Colômbia de bandido

Fechando os olhos para a situação de calamidade no próprio país, o ditador da Venezuela teve a coragem de dizer que na Colômbia existe uma “crise humanitária espantosa”.

O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, chamou nessa segunda-feira (15/01) o líder da Colômbia, Juan Manuel Santos, de “bandido” e assegurou que o país vizinho é um “Estado foragido” e uma nação com “uma crise humanitária gravíssima”.

Maduro declarou durante seu balanço de gestão perante a Assembleia Constituinte, órgão não reconhecido pela oposição:

Vamos defender as verdades da Venezuela (…) e dizer as verdades da Colômbia, porque Juan Manuel Santos vive falando mal do nosso país, de graça, bandido.

Ele ainda acrescentou:

Lá 70% do emprego é informal, o desemprego aberto supera 25%, a pobreza aumentou para 55%, a miséria supera 35%.  A Colômbia é um Estado foragido (…). Quase 10 milhões de colombianos vivem no exterior por causa da pobreza, da miséria e da guerra.

As relações entre Venezuela e Colômbia ficaram ainda mais tensas nas últimas semanas com diversas acusações de lado e lado, marcando assim um novo desencontro entre os dois países.

 

Com informações de: [Exame]

 

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter