Maduro tenta conter insurreição de militares contra sua ditadura

O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu neste domingo (24) aos militares que se unam contra a “traição”, ao denunciar um suposto complô da Colômbia para dividir as Forças Armadas e propiciar sua queda.

Durante um ato para comemorar o dia do Exército, Nicolás Maduro pediu:

Alerta, Exército!, Alerta, Forças Armadas! A fechar fileiras de joelho na terra na combate contra a tração, em combate contra a oligarquia.

O ditador afirmou que setores colombianos conspiram para ver “dividida e confrontada” a Força Armada venezuelana por “inveja e ódio”.

‘Que ninguém se deixe enganar pelos cantos de traição que soam de Bogotá. Quadro fechado, união cívico-militar, é muita história que defendemos’, ressaltou Maduro.

Os pedidos de lealdade feitos por Maduro às Forças Armadas são recorrentes e, segundo analistas, como principal sustentáculo de seu governo.

 

Com informações de BOL
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia