- PUBLICIDADE -

Maduro volta a acusar os EUA de praticar ‘terrorismo econômico’

Maduro volta a acusar os EUA de praticar 'terrorismo econômico'

- PUBLICIDADE -

Maduro acusou o governo Trump de praticar “terrorismo econômico contra o povo da Venezuela”.

A ditadura da Venezuela acusou, nesta terça-feira (6), o governo dos Estados Unidos de praticar “terrorismo econômico” e de buscar uma ruptura no diálogo com a oposição.

A declaração do regime de Nicolás Maduro acontece após a imposição de novas sanções que congelam todos os seus bens em território norte-americano.

Em um comunicado, segundo a agência AFP, o Ministério das Relações Exteriores da Venezuela declarou:

“[A Venezuela] denuncia perante a comunidade internacional uma nova e séria agressão do governo Trump por meio de ações arbitrárias de terrorismo econômico contra o povo da Venezuela.”

O presidente Donald Trump ordenou na segunda-feira (5) o congelamento de todos os ativos do regime venezuelano nos EUA.

A medida também proíbe transações com as autoridades venezuelanas cujos ativos estejam bloqueados.

Finalmente, o texto também veta a concessão ou recepção de “qualquer contribuição ou provisão de fundos, bens ou serviços por ou para o benefício de qualquer pessoa cujas propriedades e interesses estejam bloqueados”.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -