- PUBLICIDADE -

Maia celebra ‘redução da força’ das redes sociais

Rodrigo Maia debocha de atritos internos no PSL

“Ciclo de 2018 só vamos ter daqui a 30 ou 40 anos de novo”, diz Maia.

- PUBLICIDADE -

Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, afirmou, na última terça-feira (17), que o processo eleitoral de 2020 demonstra a “redução da força” das redes sociais.  

Em discurso durante evento realizado pelo Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP), Maia disse que o pleito municipal apresentou um cenário bastante diferente de tudo o que tivemos em 2018: 

“O resultado da eleição recoloca a política no ambiente do diálogo. Aqueles que dialogaram e conversaram com a sociedade tiveram um resultado positivo na eleição. É claro que a eleição municipal não tem essa influência toda na eleição nacional, mas você poderia ter tido o ambiente de uma continuação de uma certa onda, que pelo menos para essa eleição não foi mantida. Foi quebrada, e acho que será outra eleição em 2022. Acho que o ciclo de 2018 só vamos ter daqui a 30 ou 40 anos de novo, em um outro ciclo político.” 

Ainda de acordo com Maia: 

“Tivemos também o impacto da redução da força ou pelo menos um limite à força das redes sociais. Em 2018, foram usadas de forma muito heterodoxa, com muitas agressões e fake news, que continuaram no ano passado. Mas acho que a própria ação do Supremo Tribunal Federal, naquele inquérito gerado pelo Toffolli e relatado pelo ministro Alexandre [de Moraes], gerou limites. A própria discussão da legislação, aprovada pelo Senado e que a Câmara discute e deve aprovar até o final do ano, isso certamente gerou, claro, uma utilização [responsável] cada vez maior das redes sociais.” 

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -