- PUBLICIDADE -

Maia cogita restrições contra quem não tomar vacina

Rodrigo Maia também foi alvo de ataque hacker
Imagem: André Coelho / Agência O Globo

“É óbvio que alguma restrição deve ocorrer”, diz Maia.

- PUBLICIDADE -

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, admitiu, nesta segunda-feira (2), a possibilidade de impor restrições contra quem não aceitar tomar uma futura vacina contra o coronavírus no Brasil.

Durante live promovida pelo jornal Valor Econômico, Maia declarou:

“Há caminhos em que você não precisa obrigar, mas pode restringir o acesso das pessoas em alguns equipamentos públicos. Também existem muitas decisões de alguns países que só permitem a entrada das pessoas se tiverem tomada uma vacina específica.”

Maia acrescentou que o debate sobre obrigatoriedade ou não de vacinação tem que ser feito com cuidado:

“O importante é que todos os brasileiros tenham acesso a vacina. E aqueles que não querem tomar vacina, é óbvio que alguma restrição deve ocorrer, mas isso precisa ser construído no Parlamento, junto com o Executivo. Essa união é importante para que não parece que um Poder está contra o outro.”

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -