Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Maia ironiza nova CPMF: ‘nome inglês para imposto ficar bonito’

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Maia quer aprovar Nova Previdência na Câmara em dois meses
Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil

“Minha crítica não é se é CPMF, se é microimposto digital, se é um nome inglês para o imposto para ficar bonito”, diz Maia.

Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, ironizou, nesta quinta-feira (30), a possibilidade do ministro da Economia, Paulo Guedes, recriar uma “nova” Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). 

Maia ironizou que, daqui a pouco, o governo Jair Bolsonaro vai dar um nome em inglês ao imposto para “enrolar a sociedade”.

“Minha crítica não é se é CPMF, se é microimposto digital, se é um nome inglês para o imposto ficar bonito, para tentar enrolar a sociedade. Minha tese é a seguinte: nós vamos voltar à mesma equação que foi de 1996 a 2004, 9% de aumento da carga tributária.”

O deputado acrescentou:

“Com um PIB de R$ 7 trilhões… R$ 600 bilhões, para que? Para que a sociedade está contribuindo com mais R$ 600 bilhões para o Estado brasileiro? Melhorou a qualidade da educação? Da saúde?”

As declarações foram feitas durante seminário virtual Indústria em Debate, de acordo com o jornal Metrópoles.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email