- PUBLICIDADE -

Maia sai em defesa da China após críticas de Eduardo

Maia sinaliza que não avançará projetos envolvendo áreas indígenas
Imagem: GloboNews/Reprodução

- PUBLICIDADE -

“Torço para que, em breve, possamos sair da atual crise ainda mais fortes”, disse Maia em mensagem à China.

Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, pediu desculpas, nesta quarta-feira (18), pelas “palavras irrefletidas” do deputado federal Eduardo Bolsonaro sobre o regime comunista da China.

Em mensagem no Twitter, Maia acrescentou:

“A atitude não condiz com a importância da parceria estratégica Brasil-China e com os ritos da diplomacia. Em nome de meus colegas, reitero os laços de fraternidade entre nossos dois países. Torço para que, em breve, possamos sair da atual crise ainda mais fortes.”

O posicionamento de Maia é uma resposta aos comentários do filho do presidente da República, Jair Bolsonaro, sobre a pandemia do novo coronavírus.

“Mais uma vez uma ditadura preferiu esconder algo grave a expor tendo desgaste, mas que salvaria inúmeras vidas. A culpa é da China e liberdade seria a solução”, escreveu Eduardo Bolsonaro.

A mensagem de Eduardo gerou duras críticas de Yang Wanming, embaixador da China no Brasil. “As suas palavras são extremamente irresponsáveis”, disse o diplomata.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -