Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Mais de 2,3 mil pedidos de anistia indeferidos por Damares em 2019

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Damares defende movimento continental contra o aborto
Imagem: Reprodução/RFI Brasil
COMPARTILHE

A Comissão de Anistia foi criada em 2001. Os processos são analisados de forma individual.

A Comissão Nacional de Anistia publicou, nesta terça-feira (7), portarias com o indeferimento de mais 101 pedidos analisados nas últimas sessões do ano passado. 

A comissão está sob o guarda-chuva do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos (MMFDH), comando pela ministra Damares Alves.

Ao todo, em 2019, mais de 2,3 mil pedidos de anistia foram indeferidos, sendo que 2,1 mil estão relacionados a requerimentos apreciados em gestões passadas. 

Outras 35 portarias tratam de indeferimento de pedidos de cabos da Aeronáutica desligados durante o regime militar. 

“Os processos de anistia são analisados individualmente pela Comissão de Anistia, mesmo que sejam incluídos em blocos no momento de elaboração da pauta da sessão. Cada caso é estudado pelo conselheiro-relator, que elabora o seu parecer de acordo com suas convicções. Em seguida, é votado por todos os membros presentes na sessão. A comissão emite um parecer e o envia para análise do ministro”, disse o ministério, segundo o site Congresso em Foco.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram