Mais de 400 mortos em surto de ebola no Congo

Idiomas:

Português   English   Español
Mais de 400 mortos em surto de ebola no Congo
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O Ministério da Saúde da República Democrática do Congo (RDC) calculou nesta terça-feira (15) em 402 o número de mortes pelo surto de ebola no nordeste do país.


Em um relatório elaborado com dados coletados até a segunda-feira, dia 14 de janeiro, as autoridades do Congo indicaram que, das 402 mortes, 353 estão confirmadas com testes de laboratório e 49 ainda são prováveis.

Além disso, calcula-se que total de casos de contágio é de 658, dos quais 609 estão confirmados e os mesmo 49 são prováveis.

Este surto – o mais letal da história da RDC e o segundo do mundo por mortes e casos, após a epidemia na África Ocidental de 2014 -, foi declarado em 1º de agosto nas províncias de Kivu do Norte e Ituri.

Siga a RENOVA no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

No entanto, o controle da epidemia foi prejudicado pela rejeição de algumas comunidades a receber tratamento e a insegurança na região, onde operam vários grupos armados.

Trata-se do segundo surto declarado em 2018 na RDC, só oito dias depois de o ministro da Saúde, Oly Ilunga, proclamar o fim da epidemia anterior, no oeste do país.

Esta epidemia já superou a mais mortífera da história da RDC, que aconteceu na cidade de Yambuku no final de agosto de 1976 e considerada como o primeiro surto de ebola registrado, que deixou 280 mortos entre 318 casos, informa a agência “EFE“.

O surto mais devastador em nível global foi declarado em março de 2014, com casos que se remontam a dezembro de 2013 na Guiné, tendo se expandido a Serra Leoa e Libéria.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...