Mais de 600 presos na Alemanha em atos contra restrições sanitárias

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Eles tentaram romper o cordão policial”, justificou a polícia alemã.

Um homem, de 49 anos, morreu de parada cardíaca enquanto estava sob custódia policial, em Berlim, capital da Alemanha, após ser preso durante a repressão policial contra uma manifestação com críticas às restrições sanitárias adotadas pelo governo de Angela Merkel.

Os policiais tentaram prestar primeiros socorros ao homem, mas ele acabou morrendo ao chegar ao hospital, informou o jornal local Bild.

O manifestante foi uma das 600 pessoas que foram presas após a polícia alemã lançar uma dura repressão ao protesto no último domingo (2).

Imagens compartilhadas nas redes sociais mostraram a polícia usando spray de pimenta, jogando mulheres no chão e até espancando manifestantes.

“Eles tentaram romper o cordão policial, isso levou ao uso de irritantes e força física”, disse a polícia alemã em mensagem nas redes sociais.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.