Mais um jornal da Venezuela alvo da ditadura Maduro

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Homem forte do chavismo, Diosdado Cabello ganhou processo contra um dos maiores jornais da Venezuela. A publicação El Nacional deve pagar indenização de um bilhão de bolívares, equivalente a 12.500 dólares.


Diosdado Cabello, vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), ganhou um processo contra o principal jornal de linha opositora no país, o El Nacional.

De acordo com informações da Gazeta do Povo:

A indenização estipulada na sentença é de 1 bilhão de bolívares, o que equivale a US$ 12.500,00 na cotação oficial de hoje, e US$ 600,00 nas taxas do mercado negro.

Se não pagar, o veículo de comunicação pode ser expropriado e passar a pertencer a Cabello, como frisou o presidente da Comissão de Poder Público da Assembleia Constituinte, Pedro Carreño.

“Durante o julgamento foi apresentado um pedido para o caso de a direção rejeitar fazer o pagamento. Então Diosdado seria o novo dono [do El Nacional]”, declarou Carreño em entrevista após anúncio da vitória de Cabello.

O Estadão falou mais sobre o caso:

Em 2015, Cabello, número 2 do partido governista PSUV, processou o jornal El Nacional por “difamação e injúria”, após a reprodução de uma reportagem do jornal espanhol ABC que o vinculava ao narcotráfico. O líder chavista também apresentou queixas contra o ABC na Espanha e contra o Wall Street Journal nos EUA – mas ambas foram rejeitadas.

Um ano atrás, Cabello disse que, se ganhasse a demanda, entregaria o jornal aos funcionários, o que a direção do jornal também considerou uma ameaça de expropriação. “O Nacional será dos trabalhadores para que se fale a verdade”, disse Cabello.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...