- PUBLICIDADE -

Manifestei minha indignação, diz Weintraub sobre STF

MPF entra com ação milionária contra ministro da Educação
- PUBLICIDADE -

“Tentam deturpar minha fala para desestabilizar a Nação”, diz o titular do MEC.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, comentou, neste domingo (24), sobre a repercussão de suas declarações durante reunião ministerial com o presidente da República, Jair Bolsonaro, no último dia 22 de abril.

De acordo com o conteúdo da gravação, Weintraub sugere botar os “vagabundos” do Supremo Tribunal Federal (STF) na cadeia.

“Eu por mim botava esses vagabundos todos na cadeia, começando pelo STF”, disse¹ Weintraub.

O comentário de Weintraub foi duramente criticado, inclusive por magistrados da Corte, como no caso² de Marco Aurélio Mello, que pediu sua renúncia.

Em mensagem no Twitter, Abraham Weintraub declarou:

“Tentam deturpar minha fala para desestabilizar a Nação. Não ataquei leis, instituições ou a honra de seus ocupantes. Manifestei minha indignação, LIBERDADE democrática, em ambiente fechado, sobre indivíduos. Alguns, não todos, são responsáveis pelo nosso sofrimento, nós cidadãos.”

A reunião ministerial e mensagens enviadas por celular foram citadas pelo ex-ministro Sérgio Moro como prova da suposta tentativa de interferência do presidente Bolsonaro na Polícia Federal (PF).

Referências: [1][2]
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -