Português   English   Español

Mantega, Bendine e Augustin réus por ‘pedaladas fiscais’ na era Dilma

A prática das pedaladas fiscais na gestão de Dilma Rousseff consistiu em bancos públicos anteciparem pagamentos de programas do governo.

O juiz Francisco Codevila, da 15ª Vara Federal de Brasília, aceitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público contra os seguintes nomes da administração da petista Dilma Rousseff:

  • Guido Mantega (ex-ministro da Fazenda);
  • Aldemir Bendine (ex-presidente do Banco do Brasil);
  • Arno Augustin (ex-secretário do Tesouro);
  • Marcus Pereira Aucélio (ex-subsecretário de Política Fiscal).

Com a decisão, tomada na última segunda-feira (26), os quatro passaram a ser réus na Justiça e responderão a ação penal, registra o G1.

O recebimento da denúncia não representa a condenação deles. Somente ao fim do processo é que eles serão julgados, podendo ser absolvidos ou condenados.

As “pedaladas fiscais” na gestão de Dilma Rousseff, segundo o entendimento do Tribunal de Contas da União, consistiram em bancos públicos anteciparem pagamentos de programas sociais para ajudar o governo a cumprir a meta fiscal.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter