- PUBLICIDADE -

Manuela não gostou do apoio do PCdoB a Rodrigo Maia

Manuela não gostou do apoio do PCdoB a Rodrigo Maia
- PUBLICIDADE -

A comunista Manuela D’Ávila (PCdoB) classificou como “lamentável” a divisão de posições entre os partidos esquerdistas na eleição para a presidência da Câmara dos Deputados.

A ex-deputada foi bombardeada com críticas de internautas após a decisão do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) de apoiar o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) na eleição pela Presidência da Câmara.

Em pronunciamento nesta quarta-feira (16), Manuela D’Ávila procurou se “afastar” da decisão do PCdoB:

“Não participei dessa reunião da bancada do PCdoB porque não sou deputada federal e nossa reunião de direção partidária que decidiria sobre o tema será apenas dia 30.”

E acrescentou:

“Para mim, demarcações e divisões entre Partidos de oposição a Bolsonaro de nada servem ao Brasil e às duras batalhas que teremos pela frente.”

Manuela seguiu a mesma linha do deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP) e da presidente do partido, Luciana Santos, e disse que a escolha do presidente da Câmara não é “terceiro turno” da eleição presidencial, informa a “Fórum”.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -