Mapa mais antigo de Jerusalém é um magnífico mosaico

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Este mosaico não é apenas uma bela obra de arte, mas um registro cartográfico de outra época.

Descoberto em uma remota cidade do Império Otomano, em 1884, o Mosaico de Madaba é uma obra-prima do design e um mapa funcional de Jerusalém do século VI.

A precisão cartográfica do Mosaico de Madaba permitiu aos pesquisadores identificar pontos de referência em sua representação de Jerusalém. 

Entre os pontos está a Igreja Nova de Santa Maria, Mãe de Deus, que foi consagrada em 20 de novembro de 542.

Várias outras igrejas da Terra Santa também podem ser identificadas graças ao alto nível de detalhe artístico do mosaico.

Muitos desses monumentos são mencionados em documentos sobre a região escritos na época, que poderiam ter sido fontes para os criadores do mapa.

Apesar de não ser possível identificar a data exata da criação do mosaico, é bem provável que ele tenha sido criado em algum momento entre 542 e 614, possivelmente durante o reinado do imperador bizantino Justiniano, o “Grande”, que morreu em 565

Foto: BRIDGEMAN/ACI

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.