Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Maranhão anuncia reabertura econômica gradual

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
MaranhAo E o 1 estado do Brasil a decretar lockdown
Imagem: Reprodução/G1

“Vamos iniciar um processo gradual […] de liberação das atividades econômicas”, diz o governador. 

Flávio Dino (PCdoB), governador do Maranhão, anunciou, nesta quarta-feira (20), que o Estado vai começar um processo “gradual” de liberação das atividades econômicas a partir da próxima segunda-feira (25). 

Dino afirmou¹ que a reabertura será dividida por setores, que seguirão protocolos sanitários e de segurança que serão aprovados pela Casa Civil.

Em pronunciamento², Dino declarou:

“Nós teremos manutenção das regras vigentes até o próximo domingo (24). A partir do dia 25 de maio, nós vamos iniciar um processo gradual, com segurança, com a observância de normas sanitárias, de liberação das atividades econômicas.” 

E acrescentou:

“Esse processo iniciará a partir da próxima segunda-feira pelas empresas exclusivamente familiares, ou seja, estabelecimentos que trabalham somente o proprietário e pessoas do seu grupo familiar. Pequenas empresas que estejam situadas em qualquer cidade do Maranhão, menos no caso de shoppings.”

As medidas de reabertura gradual da economia devem se estender ao longo de 45 dias. 

O anúncio de Dino ocorre após o Maranhão registrar³ a marca de 15.114 casos de coronavírus e 634 óbitos pela doença. O Estado é o 7º no ranking do País com mais casos confirmados e mortes pelo novo coronavírus.

Referências: [1][2][3]

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias