Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Marco Aurélio pede renúncia do ministro da Educação

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Ministro Marco Aurélio vota contra presidente poder extinguir conselhos
COMPARTILHE

“Fiquei perplexo. O povo não quer ‘circo’. Quer saúde, emprego e educação”, disse Marco Aurélio sobre a reunião ministerial.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, afirmou, neste sábado (23), que ficou “perplexo” com a gravação da reunião ministerial do primeiro escalão do governo Jair Bolsonaro do dia 22 de abril.

Marco Aurélio comentou¹ sobre a reunião:

“Tudo lamentável, ante a falta de urbanidade. Fiquei perplexo. O povo não quer ‘circo’. Quer saúde, emprego e educação.”

E acrescentou:

“Fosse o presidente [da República], teria um gesto de temperança. Instaria o Ministro da Educação a pedir o boné. Quem sabe?”

Durante a reunião, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, chegou a dizer² que “por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia. Começando no STF”.

Já o decano do STF, Celso de Mello, que divulgou a gravação de reunião ministerial, foi mais além e apontou³ “aparente prática criminosa” cometida por Weintraub:

“Constatei, casualmente, a ocorrência de aparente prática criminosa, que teria sido cometida pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, que, no curso da reunião ministerial realizada em 22/04/2020, no Palácio do Planalto, assim se pronunciou em relação aos ministros do Supremo Tribunal Federal.”

Referências: [1][2][3]
- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.