PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Marco Aurélio pede renúncia do ministro da Educação

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

“Fiquei perplexo. O povo não quer ‘circo’. Quer saúde, emprego e educação”, disse Marco Aurélio sobre a reunião ministerial.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, afirmou, neste sábado (23), que ficou “perplexo” com a gravação da reunião ministerial do primeiro escalão do governo Jair Bolsonaro do dia 22 de abril.

Marco Aurélio comentou¹ sobre a reunião:

“Tudo lamentável, ante a falta de urbanidade. Fiquei perplexo. O povo não quer ‘circo’. Quer saúde, emprego e educação.”

E acrescentou:

“Fosse o presidente [da República], teria um gesto de temperança. Instaria o Ministro da Educação a pedir o boné. Quem sabe?”

Durante a reunião, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, chegou a dizer² que “por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia. Começando no STF”.

Já o decano do STF, Celso de Mello, que divulgou a gravação de reunião ministerial, foi mais além e apontou³ “aparente prática criminosa” cometida por Weintraub:

“Constatei, casualmente, a ocorrência de aparente prática criminosa, que teria sido cometida pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, que, no curso da reunião ministerial realizada em 22/04/2020, no Palácio do Planalto, assim se pronunciou em relação aos ministros do Supremo Tribunal Federal.”

Referências: [1][2][3]
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.