- PUBLICIDADE -

Marina defende frente pró-Ciro na disputa presidencial de 2022

Foto: Antonio Milena/VEJA.com - Mário Miranda/Amcham/Divulgação

Marina recebeu 1% dos votos em 2018 na sua terceira tentativa de chegar à Presidência.

- PUBLICIDADE -

A ex-ministra e ex-senadora Marina Silva (Rede), de 73 anos, diz não ter planos de se lançar em uma nova disputa presidencial em 2022. 

Ele já fracassou 3 vezes em sua busca pelo comando do Palácio do Planalto.

Em entrevista por telefone ao jornal Estadão, ao analisar o precoce tabuleiro eleitoral, Marina sinaliza apoio ao nome de Ciro Gomes (PDT) como o mais forte para quebrar a polarização entre o Partido dos Trabalhadores (PT) e o presidente da República, Jair Bolsonaro.

“Estamos articulando com uma pessoa que tem uma experiência política, administrativa e de política nacional que já colocou seu nome, que é o Ciro Gomes”, diz Marina.

“Ele está fazendo esse diálogo maior, que não é em torno do nome, mas do projeto. O pior dos mundos é criar uma velha polarização que existia, entre PT e PSDB, e deixar o tempo todo o brasileiro em terceiro. Agora seria a velha polarização, mas entre Bolsonaro e Lula ou PT”, acrescenta ela.

“Agora é o momento de a sociedade assumir o primeiro lugar. Tenho a tranquilidade de quem já perdeu três campanhas, já procurei dar uma contribuição”, completou Marina.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -