Português   English   Español

Marinheiros da Ucrânia ficarão dois meses presos na Crimeia

Dos 24 marinheiros da Ucrânia capturados no último domingo pela Rússia, três foram colocados em prisão provisória nesta terça-feira (27) por dois meses.

Os marinheiros ucranianos foram acusados de ultrapassarem ilegalmente a fronteira com a Rússia, de acordo com a decisão de um tribunal da Crimeia, península anexada pelo governo russo em 2014.

“Por enquanto, três pessoas foram colocadas em detenção provisória até 25 de janeiro”, declarou a delegada para os direitos humanos da Crimeia, Liudmila Lubina.

O restante dos marinheiros da Ucrânia devem comparecer ao tribunal nos próximos dias, segundo informações da AFP.

O incidente aconteceu no mar Negro, ao longo da costa da Crimeia, no domingo à noite, quando os marinheiros tentavam atravessar o estreito de Kertch para entrar no mar de Azov, conforme noticiou a Renova Mídia.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter