Mattar repudia ação da CPI da Pandemia contra veículos de imprensa

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Não podemos tolerar atos como este, inaceitáveis em uma democracia”, diz Mattar.

O empresário e ex-secretário do Ministério da Economia, Salim Mattar, classificou o requerimento apresentado pelos senadores Renan Calheiros (MDB-AL) e Humberto Costa (PT-SP) para quebrar os sigilos bancários de veículos de informação do Brasil como uma “afronta à liberdade de imprensa e de expressão”. 

Em mensagem publicada, neste domingo (1º), na rede social Twitter, Mattar citou especificamente o caso da rádio Jovem Pan, mas a RenovaMídia e outros sites também foram atingidos pelo requerimento.

Mattar escreveu:

“O absurdo pedido de quebra de sigilo da Jovem Pan feito por Renan Calheiros é uma afronta à liberdade de imprensa e de expressão.” 

E acrescentou:

“Nós, o povo, os pagadores de impostos não podemos tolerar atos como este, inaceitáveis em uma democracia.”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.