Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

MBL divulga áudio em que Moro se desculpa por supostas mensagens

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

Apesar do pedido de desculpas, em nota, a assessoria de Moro questionou a autenticidade das mensagens.

Um áudio divulgado neste domingo (23) pelo Movimento Brasil Livre (MBL) mostra o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, pedindo desculpas por tê-los chamado de “tontos” em supostas mensagens trocadas com integrantes da Operação Lava Jato em 2016.

“Consta ali um termo que não sei se usei mesmo. Acredito que não. Pode ter sido adulterado. Mas queria pedir minhas escusas se eventualmente utilizei porque sempre respeitei o Movimento Brasil Livre”, disse o ministro no áudio.

A gravação foi divulgada no canal do Youtube do deputado estadual Arthur Mamãe Falei (DEM-SP), que é membro do MBL. Confira abaixo:

O termo está presente em reportagem publicada neste domingo pelo site The Intercept e o jornal Folha de S. Paulo.

No episódio, o então juiz federal diz que “alguns tontos” do MBL estavam fazendo protestos em frente ao condomínio do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, morto em 2017.

Apesar do pedido de desculpas, em nota, a assessoria de Moro questionou a autenticidade das mensagens:

“O ministro da Justiça e Segurança Pública não confirma a autenticidade de mensagens obtidas de forma criminosa e que podem ter sido editadas ou adulteradas total ou parcialmente. […] Repudia ainda a divulgação de suposta mensagem com o intuito único de gerar animosidade com movimento político que sempre respeitou e que teve papel cívico importante no apoio ao combate à corrupção.”

No áudio enviado ao movimento, Moro diz que estava passando por “momento tenso” devido à divulgação de interceptação telefônica do ex-presidente Lula da Silva, na qual a então presidente Dilma Rousseff dizia estar enviando um termo de posse para nomeá-lo ministro da Casa Civil “em caso de necessidade”, informa o site Poder360.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram