Português   English   Español

MBL e PSOL unidos contra reajuste salarial do Judiciário

MBL e PSOL unidos contra reajuste salarial do Judiciário

Os senadores que aprovaram o reajuste salarial para ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) conseguiram uma união improvável entre dois adversários.

Movimento Brasil Livre (MBL) e o PSOL estão tradicionalmente em cantos opostos do ringue político. Mas não desta vez.

Ambos entraram na Justiça nesta quinta-feira (8) com o mesmo objetivo: tentar impedir o controverso aumento salarial do poder Judiciário.

O MBL, por meio de seu advogado e coordenador nacional, Rubinho Nunes, entrou com uma ação popular para suspender a decisão.

Já o PSOL entrou com um mandado de segurança para impedir a possibilidade de o presidente Michel Temer sancionar o projeto.

 

Adaptado da fonte BR18

Deixe seu comentário

Veja também...