Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

MDB também está na mira da delação de Antonio Palocci

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
MDB também está na mira da delação de Antonio Palocci

O PT não é a única sigla atingida pela pancada dada por Antônio Palocci. O MDB também está na mira da delação premiada do ex-ministro dos governo Lula e Dilma Rousseff.

O partido do ex-presidente Michel Temer (MDB) aparece como sócio do PT em depoimento prestado por Antonio Palocci sobre corrupção nas obras da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará.

Iniciado em 2010, o negócio de R$ 13 bilhões envolveu acerto de 1% de propina com empreiteiras. Os R$ 135 milhões seriam divididos entre políticos dos dois partidos: MDB e PT.

De acordo com as palavras do “Italiano” — codinome usado no setor de propinas da empreiteira Odebrecht para identificar Palocci — membros do MDB enviavam a ele “cobranças específicas por pagamentos de vantagens atreladas à obra da Usina de Belo Monte”, registra o “Estadão“.

Palocci disse ainda que Dilma Rousseff sabia dos valores repassados ao MDB por empreiteiras pelo negócio de Belo Monte, a maior usina de energia dos governos do PT.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email