Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

MEC anuncia versão digital de diplomas com custo 80% menor

Tarciso Morais

Tarciso Morais

MEC anuncia versão digital de diplomas com custo 80% menor
O secretário de Educação Superior do MEC, Arnaldo Lima, apresenta o Diploma Digital (Imagem: Gabriel Jabur/MEC)
COMPARTILHE

Universidades e instituições de ensino superior agora terão a possibilidade de oferecer o diploma digital.

O Ministério da Educação (MEC) anunciou, na terça-feira (10), uma nova modalidade de emissão de diplomas de graduação: o diploma digital. 

O novo formato deve estar disponível para 8,3 milhões de estudantes brasileiros que estão em fase de graduação.

O secretário de Educação Superior, Arnaldo Barbosa Júnior, explicou que o objetivo é reduzir os custos de emissão do certificado e agilizar a empregabilidade de jovens graduados:

“Quando a pessoa se forma no nível superior, o nível de empregabilidade se torna muito elevado. Isso é fruto das oportunidades que estamos criando, é mais um serviço de transformação digital.” 

E, segundo a agência EBC, acrescentou:

“E vamos corrigir um erro histórico: ficamos muito distantes dos alunos. Mas, cada vez mais, queremos nos aproximar e construir um novo mundo. Um mundo de educação de qualidade.”

Os custos para a emissão do diploma digital também são positivos, visto que a medida deve economizar R$ 48 milhões ao ano para as instituições que emitem o papel.

Jean Martina, que supervisionou o projeto-piloto na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), explicou que os custos logísticos serão reduzidos drasticamente:

“O preço de emissão de um diploma digital físico é de R$ 390,26. A versão digital custará pouco mais de R$ 85. O principal ganho é que vamos desmaterializar o papel e criar uma versão eletrônica, que estará disponível em qualquer celular.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram