Português   English   Español
Português   English   Español

MEC encontra contratos irregulares totalizando R$ 178 milhões

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
MEC encontra contratos irregulares totalizando R$ 178 milhões

O pente-fino do MEC nos contratos da pasta começou ainda na gestão do ex-ministro Ricardo Vélez Rodrigues.

O Ministério da Educação encontrou irregularidades em contratos para contratação de consultores, vigentes desde 2008, no valor total de R$ 178 milhões.

Os maiores problemas foram encontrados em contratos da área de TI e todos os que tinham problemas eram no âmbito da Organização de Estados Ibero-americanos (OEI) para a Educação, a Ciência e a Cultura.

Após o pente-fino, os dados foram encaminhados para a Controladoria Geral da União (CGU) e para o Tribunal de Contas da União (TCU), informa o portal R7.

A OEI nega irregularidades e disse, em nota, ter ficado surpresa com rompimento unilateral de contrato pelo MEC sem ter sido ouvida para prestar esclarecimentos.

De acordo com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, ainda não é possível apontar dolo ou culpa. 

“A palavra fica restrita a isso. Uma irregularidade por enquanto”, afirmou Weintraub convocou uma coletiva de imprensa, nesta quinta-feira (4), na sede da pasta.

Compartilhe...

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Veja também_

TELEGRAM

Acompanhe todas as notícias através do nosso canal no Telegram.

Newsletter

Inscreva seu email na RENOVA para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Nome:

Email:

Fique tranquilo(a), assim como você também odiamos spam, você poderá sair quando quiser :)

Comentários_

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Nunca mais seja massa de manobra. Assine!