Português   English   Español

MEC estuda corte do ponto de servidores que participaram de protesto

MEC estuda corte do ponto de servidores que participaram de protesto
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O Ministério da Educação (MEC) estuda o corte no ponto dos servidores públicos que foram aos protestos desta quinta-feira (30) contra o governo do presidente Jair Bolsonaro.


Em nota, divulgada nesta quinta-feira (30), o MEC afirma que “os servidores não podem deixar de desempenhar suas atividades nas instituições de ensino para participarem” de movimentos político-partidários.

O ministério acrescenta que os servidores públicos têm a “obrigatoriedade de cumprir a carga horária de trabalho” e “podem ter o ponto cortado em caso de falta injustificada”.

Apesar do posicionamento na nota, segundo O Globo, o ministério não tem autonomia para promover os cortes de ponto, que é uma responsabilidade das instituições de ensino.

Em vídeo publicado no Twitter, nesta quarta-feira (29), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, confirmou que o MEC estava recebendo cartas e mensagens de pais de alunos denunciado professores que estariam coagindo estudantes a participarem das manifestações.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...