Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

MEC quer tornar Brasil referência em educação básica até 2030

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
MEC quer tornar Brasil referência em educação básica até 2030

“Menos Brasília, mais Brasil. Nós vamos destinar os recursos de forma não burocrática para quem está na ponta da educação”, disse Weintraub.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, apresentou, nesta quinta-feira (11), em Brasília, um documento intitulado “Compromisso Nacional pela Educação Básica”.

O texto reúne ações que estão sendo planejadas para serem implementadas até o fim do governo do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Além da construção de 108 escolas cívico-militares, Weintraub pretende acelerar a conclusão de mais de 4 mil creches até 2022; conectar 6,5 mil escolas rurais por meio de satélite em banda larga em todos os estados; e ofertar cursos de ensino a distância para melhorar a formação de professores, até 2020, entre outras ações.

O objetivo do ministro é tornar o Brasil referência na América Latina em relação à educação básica até 2030.

Atualmente, segundo ranking da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o Brasil tem o segundo pior índice de efetividade da educação básica entre as nações da América do Sul, à frente apenas do Peru, informa O Antagonista.

O plano de ação, segundo o ministro Weintraub, visa dar mais protagonismo aos estados e municípios, seguindo o mote defendido pelo governo de menos Brasília e mais Brasil:

“As ideias já existiam, precisava transformar a energia potencial em energia cinética. […] Menos Brasília, mais Brasil. Nós vamos destinar os recursos de forma não burocrática para quem está na ponta da educação.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias