Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

MEC reduz verbas de universidades promovendo ‘balbúrdia’

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
MEC reduz verbas de universidades promovendo 'balbúrdia'

Após comício do petista Fernando Haddad na UnB semana passada, o MEC tomou medidas para evitar que instituições de ensino sejam utilizadas para promover “balbúrdia”.

O Ministério da Educação (MEC) vai cortar recursos de universidades que não apresentarem desempenho acadêmico esperado.

Instituições de ensino superior que estiverem promovendo “balbúrdia” em seus câmpus também terão suas verbas reduzidas, afirmou o ministro Abraham Weintraub ao jornal Estadão.

Três universidades já foram enquadradas nesses critérios e tiveram repasses reduzidos:

  • Universidade de Brasília (UnB);
  • Universidade Federal Fluminense (UFF);
  • Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Segundo Weintraub, a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), em Minas Gerais, está sob avaliação.

De acordo com o ministro, universidades têm permitido que aconteçam em suas instalações eventos políticos, manifestações partidárias ou festas inadequadas ao ambiente universitário.

Weintraub afirmou:

“A universidade deve estar com sobra de dinheiro para fazer bagunça e evento ridículo. […] Sem-terra dentro do câmpus, gente pelada dentro do câmpus.”

Na semana passada, durante um comício dentro da UnB, o petista Fernando Haddad atacou duramente o presidente da República, Jair Bolsonaro, chegando até a convocar protestos contra o “governo fascista”, como noticiou a RENOVA.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias