MEC retira slogan e dá mais detalhes sobre execução do Hino

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O Ministério da Educação (MEC) enviará novo comunicado a todas as escolas do Brasil nesta terça-feira (26).

O novo texto contém retificações ao e-mail enviado na segunda-feira (25) pelo ministro Ricardo Vélez Rodríguez.

A mensagem gerou críticas da esquerda por recomendar que os alunos sejam perfilados para cantar o Hino Nacional e que o momento seja filmado e remetido para o Governo.

O jornalismo da Jovem Pan teve acesso ao comunicado. Nele, o ministro afirma que o cumprimento será “voluntário” pelas escolas. O trecho no qual ele recomendava o uso do slogan do Governo — “Brasil acima de tudo. Deus acima de todos” também foi retirado.

O comunicado do MEC elucida:

“A carta a ser lida foi devidamente revisada a pedido do ministro, após reconhecer o equívoco, tendo sido retirado o trecho também utilizado durante o período eleitoral.”

A carta com a versão adequada tem a seguinte redação:

“‘Brasileiros! Vamos saudar o Brasil e celebrar a educação responsável e de qualidade a ser desenvolvida na nossa escola pelos professores, em benefício de vocês, alunos, que constituem a nova geração.”

No e-mail em que a carta revisada será enviada, o Ministério da Educação reforça a recomendação para que após a leitura da carta, professores, alunos e demais funcionários da escola fiquem perfilados diante da bandeira do Brasil, se houver na unidade de ensino, e que seja executado o Hino Nacional.

A mensagem corrigida que será enviada nesta terça-feira (26) por Ricardo Vélez reforça que “os diretores que desejarem atender voluntariamente o pedido do ministro” devem enviar os vídeos para a assessoria de imprensa do MEC e para a Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República.

A pasta também alertou que a “atividade faz parte da política de incentivo à valorização dos símbolos nacionais”, como noticiou a RENOVA.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.