Português   English   Español

Médica diz ter sofrido retaliação do governo do PT no Ceará

Médica diz ter sofrido retaliação do governo do PT no Ceará

A pediatra Mayra Pinheiro, candidata do PSDB derrotada na disputa pelo Senado no Ceará, foi desligada do Hospital Geral de Fortaleza.

A profissional recebeu ligação da Cooperativa de Pediatras, contratada pelo Governo do Estado do Ceará, anunciando sua saída imediata. Ela prestou serviços à unidade hospitalar por mais de 15 anos.

Mayra Pinheiro afirma que sua saída caracteriza abuso de autoridade e de poder político, além de representar tentativa de intimidação.

“Faz cinco anos que eu denuncio as mortes em hospitais e essa coisa indigna que se chama ‘corredor de hospital’”, diz a médica. Segundo Mayra, este comportamento custou sua saída.

Mesmo assim, ela diz que continuará falando sobre precariedades em hospitais, sejam públicos ou privados. “Não vai haver nenhum tipo de poder que vai me coagir a não me manifestar”.

O governador do estado é o petista Camilo Santana, reeleito no início deste mês.

A médica afirma que foi vítima de tentativa de intimidação e de abuso de poder político. O Livres, movimento do qual Mayra faz parte, divulgou uma nota de repúdio à demissão e acusou Santana de persegui-la politicamente.

 

Adaptado da fonte OPOVO

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...