Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Médicos podem usar cloroquina se aceitarem os riscos, diz Mandetta

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Medicos podem usar cloroquina se aceitarem os riscos diz Mandetta
Imagem: Marcello Casal Jr / ABr
COMPARTILHE

“Estamos analisando agora na forma anterior, o uso quase profilático”, diz Mandetta.

O ministro Henrique Mandetta ressaltou, nesta terça-feira (7), que o Ministério da Saúde não vai tomar medidas contra médicos que prescreverem medicamentos à base de cloroquina para o tratamento de pacientes em estágios iniciais da infecção pelo novo coronavírus.

Em coletiva de imprensa, em Brasília, Mandetta declarou:

“Nós já liberamos cloroquina e hidroxicloroquina tanto para os pacientes críticos, como para todos os internos em hospitais, os moderados, já tem protocolo.”

Mandetta disse estar esperando o resultado de análises para liberar os fármacos para pacientes em estágio anterior ao grave:

“E estamos analisando agora na forma anterior, o uso quase profilático. Nisso ainda existe um pouco de dúvida.”

Mandetta acrescentou que os médicos podem receitar o tratamento, desde que assumam a responsabilidade pelos eventuais efeitos colaterais:

“Se ele [médico] se responsabilizar individualmente, não tem óbice nenhum. Ninguém vai reter a receita de ninguém. Agora, para que nós possamos, no Ministério da Saúde, assinar que o ministério recomenda que se tome essa medida, nós precisamos de um pouco mais de tempo para saber se isso pode se configurar em coisa boa ou se isso pode ter algum efeito colateral.” 

“Ninguém vai reter a receita de ninguém”, enfatizou o ministro, segundo o jornal Valor Econômico.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.