Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Médicos russos despencam de prédios após criticarem medidas de Putin

Putin expressa preocupação com lei marcial na Ucrânia
COMPARTILHE

Não é a primeira vez que profissionais de saúde que se queixam de falta de condições na Rússia “caem” de prédios. 

Três médicos da Rússia que tinham criticado a resposta do governo Vladimir Putin à pandemia de coronavírus caíram de janelas de prédios. 

Dois profissionais morreram e um está em estado crítico. As duas mortes foram classificadas como suicídio pelas autoridades de saúde. 

Estes casos ocorreram depois de a polícia ter tentado silenciar profissionais de saúde que estavam criticando a escassez de equipamentos de proteção.

De acordo com o jornal New York Times, esta não é a primeira vez que médicos russos caem de janelas.

Uma das vítimas recentes era Elena Nepomniashchaya, médica num hospital na Sibéria. Ela caiu de uma janela no dia 26 de abril e morreu seis dias depois. 

Dois dias antes, a chefe de um serviço de ambulâncias no centro cosmonauta russo, Natalia Lebedeva, morreu depois de cair da janela do hospital onde estava a ser tratada ao Covid-19.

O homem em estado grave é Aleksandr Shulepov, médico num serviço de ambulâncias no sul de Moscou. Ele é o único que voltou atrás nas suas declarações críticas, destaca o jornal Público.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários