- PUBLICIDADE -

Médicos são ‘objeto de venda’ do regime cubano, diz Bolsonaro

Médicos são ‘objeto de venda’ do regime cubano, diz Bolsonaro
Imagem: REUTERS/Adriano Machado

- PUBLICIDADE -

“Ninguém está buscando lá em Cuba médico nenhum, não”, disse Bolsonaro.

O Brasil não cogita, neste momento, convocar médicos de outros países para ajudar no atendimento de saúde dos casos da nova variante de coronavírus.

Em conversa com jornalistas, nesta sexta-feira (20), o presidente da República, Jair Bolsonaro, declarou:

“Não vamos convocar médicos de outros países. No momento, acho que o que nós temos aqui parece suficiente, mas se o [ministro da saúde, Luiz Henrique] Mandetta achar que podemos abrir espaço para outros médicos, esses médicos têm que estar qualificados.”

Segundo o portal Terra, Bolsonaro disse que o país não está buscando a ajuda de novos médicos em Cuba, mas sim contando com auxílios dos que ficaram no Brasil e receberam “asilo” do governo:

“Esses [médicos cubanos] que nós estamos aceitando aqui é porque estão no Brasil, [são] pouco mais de 2 mil. Ninguém está buscando lá em Cuba médico nenhum, não.”

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -