Ex-membro do governo Obama vazou informações para CNN sobre dossiê

O ex-diretor da Inteligência Nacional, James Clapper, vazou informações para CNN no início do ano passado sobre os ‘briefings’ confidenciais apresentados para o então presidente eleito Donald Trump e o ex-presidente Barack Obama.

As informações vazadas à CNN eram sobre o dossiê falso financiado pelo Partido Democrata com informações comprometedoras conectando o presidente eleito, Donald Trump, com a Rússia, de acordo com evidências coletadas pelo Comitê de Inteligência da Câmara e verificadas por fontes do governo.

James Clapper era um dos quatro altos funcionários do governo de Obama que participaram do briefing com os presidentes. De forma extremamente hipócrita, em um comunicado oficial emitido em janeiro de 2017,  Clapper declarou seu “profundo desânimo com os vazamentos” e advertiu que eles eram “extremamente corrosivos e prejudiciais” à segurança nacional.

A jornalista Sara Carter informa que, de acordo com as fontes do governo, Clapper conversou com a CNN aproximadamente ao mesmo tempo em que Jake Tapper, âncora da emissora, publicou a primeira notícia sobre os briefings realizados por altos funcionários da inteligência dos Estados Unidos com Trump e Obama sobre o famoso dossiê.

A reportagem de Tapper, que foi publicada em janeiro de 2017, criou um efeito bola de neve de matérias na mídia alegando que a campanha de Donald Trump havia de fato praticado conluio com os russos nas eleições de 2016 e que o Kremlin tinha material comprometedor contra o presidente.

James Clapper e Jake Tapper não responderam os questionamentos enviados pela jornalista.

 

Com informações de: [SC]

RENOVA Mídia precisa do seu apoio para continuar em funcionamento. Conheça nossa história e faça sua doação (boletou ou cartão) através da plataforma ApoiaSe. Clique AQUI e faça sua parte.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *