- PUBLICIDADE -

Mendonça pede apuração de charge que associa Bolsonaro ao nazismo

Mendonça celebra posse de deficiente visual como secretário da Justiça
Imagem: Reprodução/TV Brasil
- PUBLICIDADE -

“O pedido de investigação leva em conta a lei que trata dos crimes contra a segurança nacional”, diz Mendonça.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, pediu, nesta segunda-feira (15), a abertura de inquérito para investigar uma charge reproduzida pelo jornalista Ricardo Noblat que associa o presidente da República, Jair Bolsonaro, ao nazismo.

Em mensagem no Twitter, Mendonça anunciou que fez o pedido à Polícia Federal (PF) e à Procuradoria-Geral da República (PGR):

“Solicitei […] abertura de inquérito para investigar publicação reproduzida no Twitter ‘Blog do Noblat’, com alusão da suástica nazista ao presidente Jair Bolsonaro.”

O ministro acrescentou:

“O pedido de investigação leva em conta a lei que trata dos crimes contra a segurança nacional, a ordem política e social, em especial seu art. 26.”

A chegar compartilhada por Noblat é de autoria de Renato Aroeira.

Através da mesma rede social, o perfil da Secretaria Especial de Comunicação da Presidência da República (Secom) alertou que “falsa imputação de crime é crime”:

“Falsa imputação de crime é crime. O senhor Ricardo Noblat e o chargista estão imputando ao Presidente da República o gravíssimo crime de nazismo; a não ser que provem sua acusação, o que é impossível, incorrem em falsa imputação de crime e responderão por esse crime.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -