Menina de 10 anos sangra até a morte após mutilação genital na Somália

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Uma garota de 10 anos sangrou até a morte depois de sofrer uma operação de mutilação genital na Somália, de acordo com informações de uma ativista.

A Somália registra os maiores índices mundiais de realização da prática.

A menina morreu em um hospital na segunda-feira (16) dois dias após a mãe a levar a um circuncidador em uma área remota perto da cidade de Dhusamareb.

Em um comunicado, o Centro Educacional Galkayo para Paz e Desenvolvimento, afirmou:

Suspeita-se que o circuncidador tenha cortado uma veia importante durante a operação.

Cerca de 98% das mulheres e meninas da região do Chifre da África são submetidas ao processo de mutilação genital feminina, de acordo com informações das Nações Unidas.

Enquanto a Constituição da Somália proíbe a prática, nenhuma lei foi decretada para garantir que aqueles que realizam essas operações sejam punidos.

 

Adaptado da fonte Estadão

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.