Português   English   Español
Português   English   Español

Mercado financeiro minimiza efeito do ataque contra Lava Jato

Mercado financeiro minimiza efeito do ataque contra Lava Jato
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Investidores minimizam efeito do caso Moro na tramitação da reforma da Previdência, mas seguem em alerta com o que ainda pode vir.

Os investidores do mercado financeiro reagiram, nesta segunda-feira (10), com relativa tranquilidade perante os vazamentos de trechos de mensagens atribuídas a procuradores da operação Lava Jato e ao ex-juiz e atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Juliano Griebeler, diretor de relações governamentais da Barral M. Jorge, afirmou:

“As denúncias apresentadas até o momento não impactam diretamente o andamento da reforma da Previdência. É um tema que já está até certo ponto consolidado no Congresso e deve seguir independente das conversas reveladas no domingo. Esta situação mudaria apenas se conteúdos mais danosos forem divulgados.”

Na mesma linha, segundo o site InfoMoney, a equipe de análise da XP Política aponta que a reforma da Previdência deve continuar tramitando normalmente:

“Assim mesmo, nunca fomos partidários do bom humor superficial que se instalou, e ainda nos parece razoável afirmar que o texto apresentado será bom, mas que será votado na Comissão em julho, e no plenário a partir de agosto.”

Segundo destacou Lucas Monteiro, operador de multimercados da Quantitas Gestão de Recursos, o mercado ainda fica em suspenso, pois novos vazamentos podem ocorrer e prejudicar o ministro, que é o mais bem avaliado do governo do presidente Jair Bolsonaro.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!