Português   English   Español

Mercado não enxerga ambiente para golpe militar no Brasil

Mercado não enxerga ambiente para golpe militar no Brasil

Banqueiro Ricardo Lacerda dá como certa vitória de Bolsonaro, mas diz que ainda há pontos nebulosos nos discursos do candidato do PSL.

Sócio-fundador e presidente do banco de investimento BR Partners e ex-presidente do Goldman Sachs no Brasil e do Citigroup na América Latina, Ricardo Lacerda dá como certa a vitória de Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno da eleição presidencial.

O banqueiro diz que ainda há pontos nebulosos sobre o futuro governo, mas não vê risco à democracia.

“Não existe ambiente para um golpe ou governo militar. A sociedade não quer isso”, afirmou em entrevista ao jornal Estadão.

Segundo ele, o mercado está mais otimista do que deveria com a agenda reformista de Bolsonaro.

“Não acredito nesse discurso de que vamos zerar o déficit público vendendo imóveis. Falar em R$ 1 trilhão em imóveis da União? Não é realista”, afirmou.

Para o banqueiro, não há possibilidade de o País voltar a ser grau de investimento ainda no primeiro mandato de Bolsonaro, mas, mesmo se o deputado for menos reformista do que o esperado, não será “o fim do mundo”.

Lacerda votará nulo e classifica como “bullying” a pressão de setores da sociedade pelo voto contrário a Bolsonaro.

“Tenho condições de exercer minha cidadania não legitimando a desfaçatez de um lado nem a intolerância de outro”, disse.

 

Adaptado da fonte Estadão

Deixe seu comentário

Veja também...