Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Mercado negro de alimentos na divisa entre Venezuela e Colômbia

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Mercado negro de alimentos na divisa entre Venezuela e Colômbia

Enquanto uma boa parte do povo venezuelano passa fome, os alimentos estão indo na direção contrária: da Venezuela para a Colômbia.

As prateleiras dos mercados na pequena cidade colombiana de Puerto Santander estão lotados com farinha de milho venezuelana, arroz, queijo.

Estes e outros bens de consumo altamente subsidiados estão sendo contrabandeados com grandes margens de lucro por funcionários do regime chavista e cidadãos comuns.

A gasolina também é contrabandeada da Venezuela, já que as pessoas buscam lucrar com as oportunidades criadas pelas distorções extremas de preço.

Levar comida para fora de um país onde a fome está se tornando epidêmica é um retrato de como a ditadura socialista de Nicolás Maduro criou um desastre econômico e humanitário.

Embora esse comércio no mercado negro já ocorra há anos, é impressionante observar isso acontecendo num momento em que dezenas de nações têm apoiado os esforços presidente interino, Juan Guaidó, para receber ajuda humanitária.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email