Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Merkel ignora Trump e descarta elevar gastos militares

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Merkel ignora Trump e descarta elevar gastos militares

A chanceler alemã, Angela Merkel, insistiu na terça-feira (19) que não sacrificará as verbas destinadas à ajuda ao desenvolvimento para aumentar os gastos militares.

A decisão da líder da Alemanha ignora mais uma vez as críticas dos Estados Unidos ao orçamento de defesa do país europeu.

“Continuaremos com nosso esforço [em matéria de gastos militares] mas não se isso custar a ajuda ao desenvolvimento”, disse Angela Merkel no fórum “Global Solutions” em Berlim.

“Que o presidente americano [Donald Trump] considere insuficiente, posso entender. Muitos sócios europeus também consideram”, acrescentou.

Um pouco antes, o embaixador dos Estados Unidos em Berlim, Richard Grenell, havia estimado “inquietante” que o governo alemão trabalhe em como reduzir o nível “já inaceitável” de seus gastos militares.

Berlim, como todos os membros europeus da OTAN, prometeu em 2014 se aproximar o máximo possível em dez anos de 2% do PIB de gastos em defesa. A Alemanha se fixou uma meta de 1,5% em 2025.

Essa partida passará de 1,37% em 2020 a 1,25% em 2023, segundo do orçamento 2019-2023, informa a ISTOÉ.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email