Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Muçulmanos exigem retirada de mulheres de construção ao lado de mesquitas no Canadá

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

Este é o tipo de notícia que a grande mídia tenta esconder de todo jeito. Muçulmanos ditando como a sociedade ocidental deve viver.

De acordo com informações do jornal TVA Nouvelles, clérigos de duas mesquitas em Montreal exigiram que funcionárias da empresa elétrica G-Tek, que tem contrato com o governo do Canadá, não ficassem visíveis no local de trabalho nas sextas, dia sagrado para os muçulmanos.

A notícia original informava que a ordem tinha sido acatada pela empresa. Dias depois, depois de grande repercussão nacional, um porta-voz da G-Tek afirmou que a informação era falsa.

Moayed Altalibi, um diretor do conselho da Mesquita Ahl-Ill Bait, uma das duas citadas na notícia, disse que “não sabe de onde a história veio e ficou chocado ao ouvir isso“.

A retratação das duas partes envolvidas na notícia é normal, tendo em vista a reação extremamente negativa da população. Mas, e todas as outras vezes que o ocorrido não é publicado pela imprensa?

O politicamente correto está destruindo o Canadá de dentro pra fora. O governo de Justin Trudeau rejeita até mesmo processar jihadistas, que lutaram pelo Estado Islâmico, retornando ao país.

 

Com informações de: (1) (2)
- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram