Português   English   Español

Metade das famílias recusa a doação de órgãos no Brasil

Metade das famílias recusa a doação de órgãos no Brasil

Desinformação sobre morte encefálica e desconhecimento da vontade dos parentes são principais motivos.

Quase metade das famílias do Brasil recusam a doação de órgãos ao perder um parente.

Para conscientizar a população sobre o tema, o Ministério da Saúde definiu o dia 27 de setembro como o Dia Nacional de Incentivo à Doação de Órgãos.

No ano passado, foram mais de 23 mil doações, e, ainda assim, 33 mil pessoas continuaram na lista de espera por um transplante. A maior parte das doações vem daqueles que tiveram morte encefálica, ou seja, quando não há mais atividade cerebral.

Nesses casos, o corpo continua quente e o coração, batendo, o que torna ainda mais difícil para a família aceitar a morte segundo o presidente da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos, Paulo Pêgo Fernandes. Ele aponta que muitas famílias não entendem a morte e outras sentem dúvidas sobre qual seria a vontade do parente e acabam não doando.

Já a enfermeira Priscila Fukunaga, supervisora da captação de órgãos da Santa Casa de São Paulo, acredita que as falhas na formação de profissionais da saúde também dificultam a doação. Ela diz que muitos ainda não sabem como comunicar a morte para a família, o que aumenta a taxa de recusa e faz com que o número de doadores seja menor do que a quantidade de possíveis receptores.

No caso da assistente administrativa Heica Santos o atendimento foi bom, mas a dor da perda a deixava muito resistente em autorizar a doação. Ela mudou de ideia ao se lembrar de que o filho já havia dito que gostaria de ter os órgãos doados quando morresse.

Entre 1997 e 2001, era possível registrar no RG ou na CNH o desejo de ser ou não doador, mas um decreto do governo federal passou a decisão para os parentes.

Apesar das dificuldades, o Brasil é o segundo país que mais transplanta órgãos em números absolutos, atrás dos Estados Unidos.

 

Adaptado da fonte BandNewsFM

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...