Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

México acusa Braskem de lesar o país em US$ 683 milhões

“Estamos falando de uma perda para a nação de cerca de 15 bilhões de pesos”, diz Obrador.

REDAÇÃO RENOVA Mídia

REDAÇÃO RENOVA Mídia

López Obrador triplica deportações de imigrantes no México
COMPARTILHE

Andrés Manuel López Obrador, presidente do México, disse que um acordo de fornecimento de etano entre um consórcio apoiado pela brasileira Odebrecht e a petroleira mexicana Pemex teria custado aos contribuintes cerca de US$ 683 milhões.

O contrato entre a Petróleos Mexicanos e o consórcio formado pela  Braskem, controlada pela Odebrecht, e o Grupo Idesa de México, foi assinado há uma década, na gestão do ex-presidente Felipe Calderón (2006-2012).

Em uma transmissão no YouTube no sábado, o presidente disse que sua estimativa foi baseada no que ele descreveu como prováveis ​​subsídios injustos e multas pagas pelo não cumprimento dos termos do acordo que ele descreveu como “leonino”.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM