- PUBLICIDADE -

Michelle Bolsonaro terá de pagar honorários de advogada da IstoÉ

Infectada pelo coronavírus, Michelle Bolsonaro toma cloroquina e passa bem
- PUBLICIDADE -

Michelle acusou a revista de a retratar de maneira machista.

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) rejeitou um recurso apresentado pela primeira-dama Michelle Bolsonaro em processo contra a revista IstoÉ.

Michelle acusou a revista de a retratar de maneira machista em reportagem publicada em fevereiro do ano passado.

A informação foi publicada, nesta segunda-feira (17), pelo jornal Folha de S.Paulo. Saiba mais detalhes:

  • O esforço de Bolsonaro para vigiar a mulher de perto” dizia o título da reportagem da IstoÉ.
  • Michelle acusou a revista de insinuar que estaria tendo um caso extraconjugal com o então ministro da Cidadania, Osmar Terra.
  • Na ação, Michelle cobrava uma indenização de R$ 100 mil, além de uma retratação da revista.
  • Na defesa que apresentou à Justiça, a revista declarou que não publicou “inverdades” nem fez “qualquer insinuação de caso extraconjugal“. 
  • Na opinião do desembargador J.B. Paulo Lima, relator do processo no TJ, a reportagem não é ofensiva.
  • O tribunal determinou que Michelle pague R$ 15 mil em honorários à advogada da revista.
  • Ainda cabe recurso à decisão.
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -