Microsoft acredita que Brasil pode se tornar potência em carbono

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A declaração da presidente da Microsoft foi dada durante live promovida pelo jornal Valor Econômico.

Tânia Consentino, presidente da Microsoft no Brasil, afirmou, nesta terça-feira (11), que os créditos de carbono serão a nova commodity negociada pelo Brasil no mercado internacional. 

Os créditos de carbono são uma espécie de permissão que empresas ou nações que cortaram suas emissões podem vender para quem precisa reduzir a pegada de carbono, mas não é capaz de reduzir as emissões organicamente.

O Brasil é considerado uma potência no setor de carbono pela capacidade de gerar créditos, especialmente em função da Amazônia, e também pela qualidade dos projetos. 

Créditos de carbono associados a energia limpa ou conservação de florestas, por exemplo, são mais valorizados no mercado não regulado do que créditos associados a redução do uso de combustíveis fósseis, embora, na prática, a quantidade de carbono não emitido possa ser a mesma, destaca a revista Exame.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.